Lavras Novas – A primeira realização do ano!

Esse ano começou bem! No primeiro dia do ano, meu primeiro desejos da lista dos 101 já se realizou. Ficou decidido que iriamos para as cachoeiras de Lavras novas, e foi o que fizemos.
Pra quem não conhece, Lavras Novas é um distrito de Ouro Preto – MG, é super tranquilo, tem algumas pousadas, restaurantes e as casinhas são coloridas então acho que nem preciso dizer que me apaixonei né? Ficaria feliz só por ter visto aquele pequeno e encantador vilarejo.

10940528_625607774233604_5734922932164908929_n

Mas como o nosso destino eram as cachoeiras seguimos em um percurso de 40 minutos. Nesse tempo eu comi morangos silvestres, o mais estranho é que morangos sem agrotóxicos não tem gosto de morango, passamos por um mirante, areia, gramado, rochas e achei engraçado como tudo aquilo podia estar em um mesmo lugar.

IMG_109620150101_1321262fcfce246f5d2b38d40cce1993976347

Mas a parte emocionante ainda estava por vir, chegando na cachoeira descemos uma trilha super declive de terra solta = escorregões, porém começou a chover e a chuva não parava então decidimos voltar e subimos a trilha de barro = escorregões categóricos de 5,0 pontos na escala de Richter. Terminada a subida senti um alívio que foi embora quando percebi as pedras de gelo caindo e os relâmpagos seguidos de trovões. Como faltava bastante chão pra chegar até o carro, e por não ser aconselhável permanecer perto de árvores durante uma tempestade o jeito foi andar rapidinho, enrolar em uma toalha, encarar as pedras e esquecer o frio e o medo de morrer eletrocutada pela natureza.
Gente, o percurso que levamos 40 minutos pra fazer com sol e fotos, durou  1 hora e 30 minutos com chuva e flashs naturais. E eu estava alternando meus pensamentos entre “Preciso viver pra postar isso no blog”, “Caraca, que loucura, a maior aventura da minha vida”, “Deus, eu não posso morrer logo agora”, “Quantas fezes devem ter passado por essa água que eu tô pisando”. Eu dei crises de riso, de choro, desesperei, gritei e mesmo assim, ou talvez por isso, essa foi a melhor e maior aventura que eu já vivi e caso eu pudesse voltar no passado a única coisa que eu mudaria seria lembrar de deixar os celulares no carro. Eles afogaram, o meu e o do Gabriel. Agora ele vai pro médico. Mas essa parte eu conto depois, por hoje já foram muitas emoções.

BeijoBeijo Galera

Anúncios

Me conta o que achou...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s